quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Brasil, Uma canção de liberdade.


Que algum dia possamos de deixar de comemorar a Independência do Brasil, para comemorarmos a Liberdade dos brasileiros.
Essa data cívica e simbólica, mal contada e forjada de ser independente de Portugal, é uma grande piada não digna do Brasil.
"Ah! ouve estas fontes murmurantes
Aonde eu mato a minha sede
E onde a lua vem brincar
Ah! esse Brasil lindo e trigueiro..."
Versos da música aquarela do Brasil, que canta o país em poesia e melodia, que destaco para que não fiquemos falando só de corrupções e desgraças, sim, fatos presentes nesse país, mas quem sabe ver com o coração e principalmente sabe usá-lo ajuda a curar essas mazelas com sua vontade mais pura de viver num país digno e próspero.
O poeta e músico Cazuza canta todos os desatinos desse país, seus fedores e estigmas, contudo a beleza da música está em seus últimos versos ao dizer: Em nenhum instante eu vou te trair, não, não vou te trair.
Brasil mostra a tua cara! Da beleza do teu povo, do respeito na diversidade, da biodiversidade que deve ser preservada na consciência de cada individuo nascido e adotado por esta terra verde, de céus estrelados azul de anil.
A força das nossas intenções por um país democrático mais justo social e econômico é a grande alavanca em movimentar essa nação. Unidos nenhuma força poderá dizer não. E então cantaremos o verdadeiro hino da liberdade. Sempre em frente...

Caminhando e cantando e seguindo a canção, pois, somos todos iguais braços dados ou não.
Quem sabe faz AGORA, não espera acontecer!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário